10 de abr de 2014

Mulheres de Baco




Quero pintar a poesia de meu amanhã; fugaz, arrebatador. Música de meus sentidos. Dançar ao pé do abismo. Vertigem, solidão e imensidão. Quantas incertezas no improviso.
Criatividade. Lançar-me ao vazio, encontrar o acaso. Surfar nos sonhos e me deixar levar por águas mornas e espumosas. Puro erotismo.
Marisa Speranza




















Nenhum comentário: