11 de jun de 2007

Liberdade


Quero arriscar meus pensamentos e construir o script de minha vida. Quero sonhar ao contrário e viver do avesso. Quero atitudes e desejar o que é proibido. Quero fingir o orgasmo e acreditar no gozo de amanhã. Quero dançar e suar sob o homem amado e dizer mentiras para não falar apenas verdades. Quero enlouquecer de amor e falar sozinha no meu quarto. Quero banhar-me e sentir meu corpo pulsando vida. Quero relaxar e afogar as mágoas na poesia de cada dia que vivo. Quero ser simples, quero ser inteira, quero ser partes que se unem nos olhares que me encontram. Quero ser feliz e infeliz. Cada coisa a seu tempo. Marisa Speranza

Nenhum comentário: